Gustavo Bebianno diz em áudio que presidente está 'envenenado'



Um dia depois da demissão do ex-ministro Gustavo Bebianno, a revista “Veja” publicou nesta terça-feira 12 áudios trocados entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Gustavo Bebianno, que revelam a escalada da crise entre os dois na última semana. Em uma das conversas, Bebianno diz a Bolsonaro que ele estava “envenenado”, numa referência às críticas públicas de seu filho Carlos.


Naquele dia, Bebianno havia dito ao GLOBO que trocou mensagens pelo aplicativo WhatsApp com o presidente , o que agora ficou comprovado pela divulgação das mensagens.

Além de reclamar que Bolsonaro está “envenenado”, Bebianno acusa o atual presidente do PSL, Luciano Bivar, de ser o responsável pelas candidaturas laranjas do partido em Pernambuco. Ao fazer a referência às denúncias de candidatos laranjas no PSL, Bolsonaro reclama com Bebianno que “querer empurrar essa batata quente desse dinheiro pro meu colo não vai dar certo”. 

Diz ao ministro que considera isso uma “desonestidade e falta de caráter”. E faz o alerta de que “a Polícia Federal vai entrar no circuito”, e que “quem deve paga, tá certo?”. Bebianno respondeu atribuindo a responsabilidade a Bivar.
Relação com imprensa

Em mensagem de áudio por Whats App, Bolsonaro reclama com Bebianno sobre a relação do governo com a imprensa. Ele critica o ministro por ter marcado uma audiência no Palácio do Planalto com o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo.

Bolsonaro – “ Gustavo, o que eu acho desse cara da Globo dentro do Palácio do Planalto: eu não quero ele aí dentro. Qual a mensagem que vai dar para as outras emissoras? Que nós estamos se aproximando da Globo. Então não dá para ter esse tipo de relacionamento. Agora… Inimigo passivo, sim. Agora… Trazer o inimigo para dentro de casa é outra história. Pô, cê tem que ter essa visão, pelo amor de Deus, cara. Fica complicado a gente ter um relacionamento legal dessa forma porque cê tá trazendo o maior cara que me ferrou – antes, durante, agora e após a campanha – para dentro de casa. Me desculpa. Como presidente da República: cancela, não quero esse cara aí dentro, ponto final. Um abraço aí. ” Em nota, o Grupo Globo informa que “considera que não tem nem cultiva inimigos”, ressalta que a visita constava na agenda pública do ex-ministro e que “mantém relações estritamente institucionais e republicanas”.


Viagem ao Pará


Em um segundo áudio enviado ao ex-ministro, Bolsonaro determina que ele cancele a viagem ao Pará, que seria feita com os ministros Damares Alves e Ricardo Salles.

Bolsonaro – “Gustavo, uma pergunta: “Jair Bolsonaro decidiu enviar para a Amazônia”? Não tô entendendo. Quem tá patrocinando essa ida para a Amazônia? Quem tá sendo o cabeça dessa viagem à Amazônia? Um abraço aí, Gustavo, até mais.”
“Salles está chateado”

Em nova mensagem sobre a viagem, Bolsonaro explica que a viagem tem de ser cancelada para que a ida dos ministros não crie a impressão de que o governo fará obras na Amazônia em breve. “Daí vai ficar o povo todo me cobrando. Isso pode ser feito quando nós acharmos que vai ter recurso”, diz o presidente.

Bolsonaro – “Ô, Bebianno. Essa missão não vai ser realizada. Conversei com o Ricardo Salles. Ele tava chateado que tinha muita coisa para fazer e está entendendo como missão minha. Conversei com a Damares. A mesma coisa. Agora: eu não quero que vocês viajem porque… Vocês criam a expectativa de uma obra. Daí vai ficar o povo todo me cobrando. Isso pode ser feito quando nós acharmos que vai ter recurso, o orçamento é nosso, vai ser aprovado etc. Então essa viagem não se realizará, tá OK? Um abraço aí, Gustavo!”

Fonte: Oglobo
Gustavo Bebianno diz em áudio que presidente está 'envenenado' Gustavo Bebianno diz em áudio que presidente está 'envenenado' Reviewed by Mídia Rondoniense on fevereiro 19, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário