Cerca de 50 residências ficam às escuras no Baixo Madeira devido a cheia do rio em Porto Velho


Cerca de 50 famílias que moram na região do Baixo Madeira, em Porto Velho, tiveram fornecimento de energia cortado, devido as alagações provocadas pelo aumento do nível do rio Madeira. A medida, segundo a assessoria da Ceron, é para evitar acidentes envolvendo a rede elétrica.


De acordo com Ceron, o nível do rio Madeira já ultrapassou os 17 metros e, com o avanço da água, a rede elétrica representa risco, podendo provocar incêndio e choques.


A interrupção dos serviços da Ceron, em regiões alagadas, é chamada de desligamento técnico. Em 2014, quando a cidade registrou uma das suas maiores enchentes, essa medida também foi necessária nas áreas localizadas às margens do Rio Madeira. Segundo a empresa, os serviços só são normalizados após o recuo das águas.


Em nota, a Ceron orienta que as pessoas devem evitar escalar postes e torres de energia para fugir do alagamento. Após o recuo da água, de acordo com a concessionária, é fundamental que um eletricista particular seja contratado para verificar se as instalações elétricas estão seguras.


G1-RO
Cerca de 50 residências ficam às escuras no Baixo Madeira devido a cheia do rio em Porto Velho Cerca de 50 residências ficam às escuras no Baixo Madeira devido a cheia do rio em Porto Velho Reviewed by Mídia Rondoniense on fevereiro 26, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário