Presos queimaram 50 colchões em motim no presídio Urso Branco; SEJUS pede reposição


A chefe geral administrativa - CDJMAS/SEJUS Estelita Martins Gonçalves encaminhou memorando pedindo a reposição de 50 colchões que foram queimados durante motim do último dia 24 de janeiro no presídio Urso Branco.

Confira abaixo memorando:

Secretaria de Estado da Justiça - SEJUS
Memorando nº 75/2019/SEJUS-URSOBRANCO

Porto Velho - RO, 30 de janeiro de 2019.

A sua Senhoria, o Senhor
IZAIAS DA VEIGA PESSOA
Gerente de Patrimônio e Logística - SEJUS/RO

NESTA
Assunto: Solicitação de Colchões.

Senhor Chefe,

Ao cumprimentarmos Vossa Senhoria, vimos por meio deste, solicitar que sejam fornecidos 50 (cinquenta) colchões, para atender as necessidades desta Casa de Detenção, tendo em vista que os apenados atearam fogo nos colchões no último motim ocorrido no dia 24/01/2019.

Sem mais para o momento, colocamo-nos a disposição para dirimir quaisquer dúvidas e reiteramos votos de elevada estima e consideração.

Atenciosamente,
ESTELITA MARTINS GONÇALVES
Chefe Geral Administrativa - CDJMAS/SEJUS

Documento assinado eletronicamente por Estelita Martins Gonçalves, Chefe Geral Administrativo(a), em 30/01/2019, às 15:14, conforme horário oficial de Brasília, com fundamento no caput III, art. 12 do Decreto nº 21.794, de 5 Abril de 2017.



Fonte: O observador
Presos queimaram 50 colchões em motim no presídio Urso Branco; SEJUS pede reposição Presos queimaram 50 colchões em motim no presídio Urso Branco; SEJUS pede reposição Reviewed by Mídia Rondoniense on janeiro 31, 2019 Rating: 5