Publicidade

Professores de Moçambique são capacitados pelo IFRO em parceria internacional


Professores de Moçambique estão participando de um programa de capacitação na área agrícola no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) Campus Colorado do Oeste. Através da parceria internacional entre os Institutos Federais de Educação brasileiros e o governo de Moçambique, esses professores poderão atuar em seu país replicando os conhecimentos adquiridos no Brasil.

O grupo de quatro professores, que são Engenheiros Agrônomos, é formado por Zamir Martins, Édio Macamo, Helio Mapoissa e João Jaime. Eles permanecerão um mês em processo de capacitação no IFRO Campus Colorado do Oeste, de outubro a novembro, para aprender o máximo possível sobre tudo o que a instituição desenvolve na área agrícola. Em seguida, eles irão para o Instituto Federal de Roraima (IFRR), na segunda etapa da capacitação, antes de retornarem a Moçambique.

Durante a recepção, em 22 de outubro, o grupo se reuniu com a equipe local responsável pela capacitação, a Diretora-Geral do Campus, Larissa Jardim, e a Assessora de Relações Internacionais (ARINT), Laura Borges, representando a Reitoria do IFRO. Na oportunidade, Laura apresentou um panorama sobre o IFRO nos aspectos administrativos, de ensino, pesquisa e extensão, além de prestar esclarecimentos ao grupo de professores. Já Zamir Martins, que é o professor moçambicano representante do grupo de 30 professores que está no Brasil, apresentou um panorama geral sobre Moçambique em seus aspectos geográficos e históricos, além de destacar que o grupo estava animado com o programa de capacitação. “Agradecemos imensamente pela recepção calorosa. Acreditamos que esta será uma grande oportunidade de aprendizado e troca de conhecimentos”, ressaltou Zamir.

Esse programa é positivo para os participantes e também para o IFRO, conforme destacou Laura Borges. “Essa capacitação pode mudar a vida profissional deles e a realidade da região em que irão aplicar os novos conhecimentos. E essa é uma oportunidade de aprendizado não apenas para o grupo de professores, mas para nossos alunos também, já que com a convivência poderão crescer culturalmente e ter um aprendizado de cidadania global”, disse.

Essa opinião é compartilhada pelo coordenador local do programa de capacitação, professor Túlio Jardim, que relatou que as atividades já realizadas com os professores participantes foram um aprendizado mútuo também para alunos e servidores do Campus. “Receber os professores de Moçambique em nossa Instituição tem sido muito gratificante pelo fato de poder contribuir não apenas com a formação continuada deles, mas também pelo fato de termos a certeza de que os conhecimentos aqui adquiridos serão disseminados na região de cada um ao retornarem à África. Além disso, a presença deles no nosso Campus tem contribuído para a troca de experiências profissional e cultural com os nossos alunos, o que desperta o interesse dos mesmos para o intercâmbio por meio da educação. Em suma, poder estar participando desse projeto como formador, e também como Coordenador Técnico, tem sido uma grande experiência pelo fato de poder aprender com eles aquilo que por vezes, nem imaginarmos existir, tanto do ponto de vista técnico quanto cultural”, contou Túlio.

Helio Mapoissa, professor participante, relatou suas expectativas e de seus colegas com o programa de capacitação, além de explicar como ele está sendo realizado. “Esse programa de capacitação é uma iniciativa muito boa. Fomos bem acolhidos aqui no IFRO, e tenho boas expectativas para o resultado desta capacitação. Eu vim de Moçambique com outros professores de diversas instituições de ensino voltadas à agricultura, sendo que eu sou da Escola Profissional Agropecuária de Caia, na província de Sofala. Aqui no Brasil estamos divididos em sete grupos, mas todos esperamos ter uma boa troca de experiências e aprender mais sobre as áreas que precisamos aprimorar, como a pecuária, produção de sementes, irrigação e solos. Além da formação geral da capacitação, cada professor formador tem um foco individual ligado à sua área de atuação, como solos e sementes no meu caso, e a região agroecológica a que pertence”, explicou.

Mesmo no início do período de formação, os professores elogiaram muito o Campus, tanto por sua estrutura física quanto pelos professores e alunos. Após realizar atividades em conjunto com as turmas do terceiro ano do curso Técnico em Agropecuária, o professor Édio teceu elogios ao nível dos questionamentos feitos pelos alunos brasileiros acerca do país deles. “Estou impressionado com o conteúdo das perguntas deles. Eles têm um senso crítico muito bom e fazem perguntas com contexto. São alunos de destaque”, comentou Édio.

Parceria internacional

No total, são 30 professores que vieram para o Brasil, distribuídos em grupos por vários estados. Essa parceria foi realizada por meio de um Termo de Cooperação Técnico-científica entre o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e o governo de Moçambique para capacitar Professores/Formadores daquele país nas diversas áreas de atuação dos Institutos Federais.

A Assessora de Relações Internacionais do IFRO, Laura Borges, explicou que os participantes desta capacitação no IFRO são professores de instituições ligadas a Autoridade Nacional de Educação Profissional (ANEP) de Moçambique, que buscou esta parceria internacional para atender a demanda nacional de capacitação tecnológica na área de agronomia. Várias instituições participaram da formação desta parceria, como a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

Essa parceria resultou na ação chamada de Ação Simplificada de Formação de Formadores Moçambicanos, que é uma ação pioneira entre os países. É coordenada no Brasil pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC e em Moçambique pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional. O objetivo é a melhoria da qualidade da educação profissional e tecnológica em Moçambique nas áreas da agricultura, gestão escolar, construção civil, turismo e hospitalidade.



Autor / Fonte: ASCOM/IFRO
Professores de Moçambique são capacitados pelo IFRO em parceria internacional Professores de Moçambique são capacitados pelo IFRO em parceria internacional Reviewed by Link do Norte on novembro 07, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Recent

Image Link [data:image/png;base64,iVBORw0KGgoAAAANSUhEUgAAAQwAAAC8CAMAAAC672BgAAAA8FBMVEUAJYAAmUzz5xj////+8QAAAIYAlE4Al00AAHcAmE326Bf76xMAk08AI3/+7BIAAHUAGHwAH34AF3wACHkAEXoAlEKXwzTD1Cja3uqBuzkLm0rV3CJjsD8jn0ixzS3m4xxHqERSq0KcxTO1zyzJ1ybb3iCGvDiLxZNApkUAkDb48Inm8uH9+98uo1X8+c6o06r69bH1+/JMrGb16ki83bz5851tuHzU6dFutD3/9HvB4MtkslBncaWLlbuCjLZ3gq9XZJ4xRY65v9XN0uKzt8+hqMby9PhKWZilrMmVncArQIwWMoa1u9L06TH798T27GH45z2NAAAHAklEQVR4nO2b/3+SThzHQT4fQRCRqc32zWqtZq2t1VpbqdP5ZXOt+v//m0BEBd4qHHcHHPf8Mdwex7P3+15D3icIHA6Hw+FwOBwOh8PhcDgcDofD4XA4HA6HkyF0PekVpAf96YnbcKlPp/Wk15AalGZTSXoNacH8JUm/zKRXkRLqXUnq8j5xUJqSxPvEwXySLJ54n9jUp7YMniczjKYto2kkvY40YA6kGQPeJ1aXjB0ZY94nVpdMHBkT3ieLLuF9YlF7dGU81pJeS9LoysSVMVHy/uhqPkgLHvLeJ7XRUsYo532y0iW8T8y+tEI/331Se16V8ZzrPvF0Sd77pNqRPHSqSa8oQZR7r4z7HH/Fo9ckH7X89om/S3LdJ/4uyXOf6KbfhSSZee2T6l1Qxl1e+0QZBmUMc9onuh50IUk5fSG/04Nk9HaSXhcJdNOs2uxY1GfUHAzFwQC6xOqTxeX5x52ftX/L7NeZWdxi9UG/3+nc2fR63W53Oh4/jkbP9zZDi2azCbmQJOuCfX32wefR6HE8nlo/3uvNflWn0+8PsmdDF8D/+PgMhezJEHQDSM743BkZdGFRG0y231w0JoPMfuVh1gJ/b8fjvpbh78J0A4xPVHoZbREXjK2S4RZxqdaHeFwM6ww8tmBqlay3iAuGVmGgRVyq1WE8F8MqAy3iohvdOC66jLSIi/GA3CqTB+bGWKrmEM3F0GSoRVx0ZYriYsrmWzZdid4qkwc2XQgIqcJUivgxo7XKVMnwc9l2dKW/3YFLn9kWcdkR1nzd56cpMPnVsBfTGIdxMTaYbhEX3QgRKhPG/uhcx3ImeBM5mReuh0qUnJw/UULtoPk4p6ULYVxIUhZfj0QGfsUahM2Xrj6gQQSIPAwn6NVwLiSpyn6fBIfa1pGDYTfvgPQm2B+e9g1Ib4L94enVwzbboH8Y53/KhHpKcxjTXpvwH2XOoNu+vob+9Yz22oQCXX4DN/3xU6Px6SNw4TflxVGWoX4I3vJFW7RoXwSvfFDpro62jHP/DV9+aYgzGl8u/dfOGZfhv9+rtrigfeW/yrQM9dZXFtcrLiwb177iuKVrg7KMP557/b7XED009r57PvCHaRmeW33fFgO03yfYJ1RlqH9X7tMK1KALqzg8IfuXqg26Mj4vb/MCKIt5cayE7GeGZSz2x0WggsWxDNlLdmV8de/xam1ZzItjEbJfaa6Ppgz1GxiooA03ZL/RLA2qMs7gQAVbZR6yZ6zKKKwNVLA4nJCluT6KMmYPaWsCFSyOWcjSfFijKeN8U6CCxXFB92GNpozNgQoWhxWyTMpQb39EKot5cfyg+LBGTYZa+BmxLObF8bNAzQYtGZXdPRnFhSjKe7sVSoukI0NVX5ZLaC5EsVR+qdIpDioytP3DIqoKm+LhvkZjnRRkqNqLInJZzIuj+EKjUBzkZWitV7HKYl4cr1rki4O4jMqRjLhzepHlI+L7KGEZauGgjEOFTfmAdMiSlaEhByqEFbJkW4WkDFWLEagQVsgS3UcJyogbqBBkQ5aYDAyBCkE0ZEnJwBOoEARDlpAMXIEKQS5kicjAGagQpEKWhAztLc5AhZD33pJoFfwysAcqBJmQxS5DO8EfqBDFwxPsxYFZhqq9IRGoEKXiG9zFgVcGuUCFwB6yWGVUjskFKoQsH2MNWYwySAcqBN6QxSeDfKBCYA1ZXDJU7R35QIUold9h20cxyaAVqBD4QhaLDIqBCoEtZHHI0FqvEysLh+JrLCGLQUbluJTAzulFLuEI2dgy1MIN9UCFKN/ED9m4MpIJVAgMIRtPhhWoSe6cXkrFuCEbS4Z2cprwzumleBovZGPIsAM1JS3iIscLWXQZyQcqRKyQRZZRORZTVhYOsogesogyVPUmmUeR7ZTKN6izLWgy0hOoEMghiyIjVYEKgRqyCDK0VroCFaJ4irKPRpaRwkCFQArZqDLSGagQCCEbUUZlN52BCiGLUQdII8lIcaBCRA7ZKDK0/cPMlIWDHG22JbwMQtMnZIk22xJaRhYCFSJKyIaUoVaOshCoEHLxqBKyOMLJUFsHmSwLh+JBK5yNUDLQz0ekg7CnNELIiHU+Ih2EPKWxXQaJcU76hBog3SYjk4EKESZkt8igO31Clu2zLZtlkBznpM/WAdJNMpKYPiHLltmWDTLwno9IB5tPaayVQWWckz4bB0jXyWAjUCE2hCwsg5lAhVgfsqAMlgIVYl3IQjLYClSINSEblMFeoEKAIRuQke6XZfiAXrv5ZDAaqBBAyHplJDnOSZ/AAOmqjITHOenjHyBdkcF6oEJ4Q3Ypg/b5iHTgOaXhyshHoEKshKyQr0CFWIas4OycCZ2PSAeLUxpC7gIVYh6yQv4CFcIJWSE70ydksWdbhBScj0gHcun4H2RpLmBwGVxuAAAAAElFTkSuQmCC] Author Name [Mídia Rondoniense] Author Description [Agregador de conteúdo da região Norte.] Facebook Username [MidiaRondoniense1] Twitter Username [#] GPlus Username [#] Pinterest Username [#] Instagram Username [andresoarespvh]