Publicidade

Confira os 10 concursos públicos mais aguardados em 2019

Resultado de imagem para concursos
O ano está quase acabando e as pessoas começam a pensar no que desejam para 2019. Entre emagrecer, um novo carro e viagens com a família, há quem sonhe como uma nova colocação no mercado de trabalho. O serviço público é um dos setores que mais atrai a atenção de quem procura por estabilidade financeira.

Na mira dos "concurseiros" para o próximo ano, 10 certames, sendo nove de abrangência nacional, se destacam. De acordo com o Estadão, a procura por concursos públicos nos últimos anos aumentou 30%, enquanto que a oferta de vagas no setor público caiu 20%.

De acordo com o professor Franklin Araújo, especializado em aulas voltadas para quem deseja alcançar uma vaga no setor público, fazer uma lista dos concursos desejados para o próximo ano e outra com os conteúdos exigidos vão auxiliar os candidatos a serem mais assertivos.


"O ideal é a pessoa aproveitar que ainda tem mais um mês para acabar o ano e já saber onde vai mirar no ano que vem. De posse da lista de concursos desejados, o candidato poderá separar os conteúdos exigidos, bem como estudar as bancas que realizarão as provas", orientou.

Confira a lista completa que o Em Tempo preparou nesta segunda-feira (12) e inicie os estudos o quanto antes.

1 - IBGE


O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Roberto Olinto, confirmou em setembro deste ano, a realização de novo concurso público em 2019. Um orçamento de R$200 milhões previstos para a realização do Censo Demográfico 2020 e este valor já prevê a contratação de pessoal para trabalhar no IBGE.


O último concurso realizado pelo IBGE aconteceu em 2015 e, somente em 2018, mais de 250 servidores se aposentaram | Foto: Divulgação

O órgão deve oferecer 1.800 vagas efetivas para todo o país. Esse número, segundo o próprio presidente, pode aumentar se autorizado pelo Ministério do Planejamento. As vagas devem ser divididas entre dois cargos principais. Serão 1.200 vagas para o cargo de técnico (com exigência de Nível Médio e ganhos de R$3.890,87) e 600 vagas para analista (com exigência de Nível Superior e ganhos de R$8.213,07).

O último concurso realizado pelo IBGE aconteceu em 2015 e, somente em 2018, mais de 250 servidores se aposentaram.

2 - INSS

O grande déficit de servidores no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) é a principal preocupação para o próximo ano. Até setembro deste ano, 1.912 servidores do órgão se aposentaram e mais de 4 mil entraram com pedido de aposentadoria. O último concurso foi homologado em 2015 e esta carência do funcionalismo público pode agilizar o processo para realização do certame, previsto para 2019.

Em entrevista ao Jornal Extra, em outubro deste ano, o presidente do INSS, Edison Garcia, reconheceu que o atendimento ao público nas agências da Previdência Social pode ser afetado, a partir de janeiro, devido à saída dos servidores que vão se aposentar.

Ainda não há previsão do governo federal para publicação de edital, mas há expectativas para liberação do certame até o segundo semestre de 2019.

Estão previstas 7.888 vagas. Dessas oportunidades, 3.984 são para o cargo de técnico, 1.692 para analista e 2.212 para perito. Para o cargo de técnico a exigência é ter Nível Médio e o salário deve ser de R$5.186,79. Já para analista, a exigência é ter Nível Superior em áreas que ainda serão informadas e o salário pode chegar a R$7.659,87. Para perito é necessário a graduação em medicina e o salário deve ser de R$12.638,79.

3 - Banco do Brasil

O Banco do Brasil 2018 deve realizar um novo processo seletivo em 201. A expectativa é que a instituição bancária ofereça, pelo menos, 300 vagas em todo o país, além de cadastro de reserva. O Amazonas pode ser contemplado com algumas das oportunidades.

O principal cargo do certame é para escriturário. A remuneração inicial é de R$ 2.718,73, para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Além do salário mensal, os aprovados ainda receberão benefícios, como: Participação nos lucros ou resultados, Vale-transporte, Auxílio creche, Auxílio cultura, Ajuda alimentação/refeição, Auxílio a filho com deficiência, previdência privada e plano deascensão e desenvolvimento profissional.

A banca responsável pela organização do Concurso Banco do Brasil 2018 foi a Cesgranrio. Os cursinhos preparatórios já disponibilizam turmas voltadas para as exigências técnicas utilizadas neste ano.

4 - DPU

A Defensoria Pública da União pretende criar 2.751 vagas para técnico e analista em 2019. A proposta ainda deve passa pelo aval da Câmara dos Deputados e do novo presidente, Jair Bolsonaro.

Para o cargo de técnico é necessário ter nível médio, com remuneração inicial de R$4.363,94, podendo chegar a R$ 6.633,12 ao longo da carreira. Já para analista, o requisito é ter nível superior e conta com vencimento inicial de R$7.323,60, podendo chegar a R$10.883,07.

O último concurso para carreira administrativa da DPU aconteceu em 2010 e ofertou 311 vagas para nível médio e superior. Serão exigidos dos candidatos conhecimentos básicos em Língua Portuguesa, Noções de Informática, Legislação Relacionada a Defensoria Pública, Direito Constitucional e Direito Administrativo.


5 - Banco Central

Outro concurso bastante aguardado é o do Banco Central devido ao déficit de servidores. A expectativa é que o Ministério do Planejamento inicie uma avaliação detalhada no início do ano, a partir da mudança na equipe de governo de Jair Bolsonaro.

O número de vagas ainda é desconhecido, mas o principal déficit do Banco é para os cargos de Técnico e Analista. Para o primeiro cargo é exigido Nível Médio e o salário inicial é de R$ 6.882,57. Já para o cargo de Analista, o Nível Superior recebe remuneração de R$ 17.391,64.

Outro cargo bastante requisitado é o de Procurador, que também exige Nível Superior e o salário é de R$ 19.655,67. O último concurso realizado pelo Banco Central teve validade encerrada em 2015. Atualmente, a instituição precisa de 2 mil servidores para atender a demanda.

No último concurso foram abordados os conteúdos de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Sistema Financeiro Nacional e Sistema de Pagamentos Brasileiro, Economia, no caso de Analista. Já para Técnico foram cobradas as disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Gestão Pública, Informática para Usuários, Raciocínio Lógico-Quantitativo e Conhecimentos Específicos.

6 - DNIT

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) é um dos órgãos que aguardam aval do Ministério do Planejamento para realizar novo concurso público. Se autorizado, o certame vai disponibilizar vagas nos níveis médio e superior, em postos de técnico e analista.

O Dnit oferece 119 vagas para técnico de suporte em infraestrutura de transporte e 18 para Técnico Administrativo, ambos com exigência de Nível Médio completo. Em Nível Superior, serão 116 para Analista Administrativo e 114 para Analista em infraestrutura de transporte.

O último concurso do órgão foi realizado em 2012 pela Escola de Administração Fazendária, a Esaf, como banca organizadora.

7 - Senado Federal


Com salários de até R$ 27 mil, o concurso para o Senado Federal já mobiliza candidatos, que estão se preparando para o certame. A quantidade de vagas ainda não foi divulgada, mas haverá vagas para os cargos de níveis médio e superior.

De acordo com um levantamento feito no início do ano, há necessidade de preencher 1.255 vagas em diversas especialidades, sendo 510 no cargo de Analista Legislativo, 43 na carreira de Consultor Legislativo e 702 no cargo de Técnico Legislativo.

Além desses cargos, o certame deve ainda ter vagas para advogados e policiais legislativos. Para este último, qur também compõe a carreira de Técnico legislativo, há a exigência de Nível Médio completo com certificado por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação. A remuneração inicial é de R$ 16.014,16, para jornada de 40 horas semanais.


8 - Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
Um dos certames mais aguardados no país é o do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por conta da defasagem do quadro de efetivos. O órgão federal deve lançar edital com 2.616 vagas apenas no início de 2019, mas boa parte dos candidatos aos cargos já iniciaram a preparação e os estudos para "abocanhar" uma das oportunidades.

Levando em conta a urgência do certame, o Governo Federal já deve escolher nos próximos dias a banca organizadora e definir o cronograma. O maior número de vagas será para o cargo de auditor-fiscal do trabalho (AFT), com 1.309 vagas, que são destinadas para quem tem formação de Nível Superior em qualquer área de atuação. Os servidores em início de carreira terão salário de R$ 20.487,00.

Haverá vagas ainda para Administrador (93); Economista (12); Técnico em Comunicação Social (10); Técnico em Assuntos Educacionais (10); Psicólogo (26); Sociólogo (4); Estatístico (5); Engenheiro (5); Contador (58); Bibliotecário (2); e Arquivista (32). Para essas oportunidades, os ganhos iniciais giram em torno de R$ 5.494,09.

Para o cargo de agente administrativo serão disponibilizadas 1.307 vagas. A escolaridade mínima exigida é Ensino Médio completo. As remunerações iniciais são de R$ 3.881,97.

9 - Receita Federal

Ainda não é possível afirmar como será o processo de inscrição para o concurso da Receita Federal, porém o órgão já confirmou que o déficit de vagas é grande e 2019 poderá ter um novo processo seletivo para diminuir a carência de servidores. 


São aguardadas a liberação de, pelo menos, 5 mil vagas | Foto: Divulgação
São mais de 19 mil cargos vagos na Receita Federal, porém o certame deve suprir apenas uma parte desta necessidade. São aguardadas a liberação de, pelo menos, 5 mil vagas.

Entre os principais cargos a serem oferecidos estão o Analista Tributário e o Auditor Fiscal. As remunerações devem ser entre R$ 11.639,24, para o primeiro, e R$ 20.581,53, para o segundo.

10 - TJAM


O Tribunal de Justiça do Estado de Amazonas já se prepara para abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ AM). De acordo com o órgão, no momento está sendo realizado um estudo de cargos no Tribunal, o que deve fazer com que o edital seja divulgado apenas em 2019, já que não haverá tempo suficiente para finalizar a escolha da empresa organizadora e elaborar o documento do concurso ainda este ano.

A expectativa é que o edital seja divulgado oferecendo cargos de níveis fundamental, médio e superior para os cargos de Analista Judiciário I, Analista Judiciário II, Assistente Judiciário e Auxiliar Judiciário, assim como ocorreu no último concurso, divulgado em 2012.


A Portaria nº 1499/2018, que institui a comissão encarregada dos atos preparatórios do concurso, indica que o estudo de demanda deve indicar “o número de cargos vagos, de nível médio e superior, para provimento por concurso público para a capital; de nível fundamental e de nível médio para provimento por concurso público para as comarcas do interior; a disponibilidade orçamentária para a realização do certame; o apontamento das atribuições de cada cargo a fim de que seja elaborado o projeto básico do certame, dentre outras providências”, disse o presidente do órgão, Yedo Simões.
Confira os 10 concursos públicos mais aguardados em 2019 Confira os 10 concursos públicos mais aguardados em 2019 Reviewed by Mídia Rondoniense on novembro 16, 2018 Rating: 5