Image and video hosting by TinyPic
Midia-sites-regionais-300x250px.gif

Empresário representa a Amazônia no mercado de industrias do Brasil

Na bagagem. o empresário levará um portfólio do acervo de obras de arte
Manaus - A indústria econômica e financeira que movimenta o mercado das artes visuais nacional receberá seu primeiro representante da Amazônia no maior evento do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MICBR 2018). Após uma seleção rígida de empreendedores veteranos e iniciantes da indústria criativa brasileira, o Estado do Amazonas posicionou-se no mercado nacional das artes visuais com o pódio da categoria.

Com o empreendimento Manaus Amazônia Galeria de Arte, o empresário Carlysson Sena, foi selecionado em primeiro lugar na categoria Artes Visuais e participará da programação internacional do MICBR 2018.

Na bagagem o empresário levará um portfólio do acervo de obras de arte e artistas representados por sua galeria, com potencial de internacionalização dos seus trabalhos.

“Foi uma oportunidade muito aguardada e conquistada ao longo de 10 anos de estudo e vivência do mercado de arte, nos dois últimos anos de forma profissional com a Manaus Amazônia Galeria de Arte que agora entra em uma nova fase: acessar novos mercados. A arte e a cultura têm força real para ajudar no crescimento econômico do país e é o que estamos fazendo no cenário amazonense com vistas ao mundo”, destacou Carlysson.

Ao ser selecionado, o empresário amazonense recebeu além de incentivo financeiro, o passaporte para estar entre empreendedores nacionais e internacionais que estarão trocando experiências e realizando negócios durante o megaevento em São Paulo. 

O MIC BR 2018 é promovido pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria da Economia Criativa e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Durante o evento, os selecionados e seus parceiros institucionais poderão participar de interações e reuniões (sessões denetworking e pichting) com investidores internacionais convidados para o evento e terão a oportunidade de participar de capacitações exclusivas nas suas áreas de atuação, visando a internacionalização de seus produtos.

Estão previstas ainda sessões de mentoria, intercâmbio, prospecção e novos negócios. “Vamos levar toda a poética amazônica que encontramos nas obras de artistas selecionados pela galeria e apresentar a diversidade cultural que a Amazônia pode oferecer ao mundo em forma de obras de arte”, destacou Carlysson.

Um dos pontos que chamaram a atenção na seleção da Manaus Amazônia Galeria de Arte ao MICBR foram a capacidade do empreendimento de estar sintonizado com elementos da cultura brasileira tradicional, contemporânea e dar visibilidade à diversidade e criatividade do país.

Outra preocupação era como os produtos estão ligados a valorização de povos e culturas tradicionais do país, além de seu impacto socioambiental. Todos os pontos foram atendidos pela Galeria em função de estar fundamentada no projeto de desenvolvimento cultural denominado “Reconstrução do Imaginário Amazônico”, de autoria da diretora-presidente do Instituto Dirson Costa de Arte e Cultura da Amazônia (IDC), Aidalina Nascimento, parceira institucional da Manaus Amazônia.

“A chegada da Manaus Amazônia Galeria de Arte no MICBR este ano reforça nosso Ecossistema de Negócios Conscientes, criado e implantado dentro do IDC há 15 anos. Neste caso, uma cadeia produtiva dirigida às artes visuais: a Escola de Arte, passando pela incubação da Galeria de Arte e culminando com o Museu de Arte e Imaginário da Amazônia em fase de implantação”, destacou Aidalina.

Panorama nacional

O Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão garante que as atividades culturais e criativas já representam 2,6% do PIB brasileiro e geram 1 milhão de empregos diretos e englobam mais de 200 mil empresas e instituições no Brasil. “Há um vasto potencial de crescimento e isso passa também pela internacionalização dos nossos talentos e da nossa valiosa produção cultural", afirma o ministro da Cultura. Segundo ele, pela primeira vez na história está sendo incentivada, no Brasil, a integração de todos os setores culturais e criativos brasileiros em um grande mercado, "estruturado, competitivo e atrativo para investidores e empreendedores da América do Sul e de todo o mundo". 

Mais Amazonas no MICBR 2018

Foram ao todo 180 empreendedores brasileiros selecionados para participar do primeiro Mercado de Indústrias Criativas do Brasil (MICBR 2018), o maior evento de negócios do segmento artístico e cultural brasileiro que acontecerá de 03 a 11 de novembro, em São Paulo.

O MICBR 2018 é uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) que apoia financeiramente a participação de empreendedores dos setores de Artes Cênicas, Audiovisual, Design, Editorial, Animação e Jogos Eletrônicos, Música, Moda, Museus e Patrimônio e Artes Visuais.

De todos Estados da Amazônia, somente 3 empreendedores foram selecionados, todos do Amazonas: Marieny Matos Nascimento (Moda); Sylker Teles da Silva (Animação e Jogos Eletrônicos – primeiro lugar na categoria) e Carlysson Bastos Sena (Artes visuais – primeiro lugar na categoria).

*Com informações da assessoria
Emtempo
Empresário representa a Amazônia no mercado de industrias do Brasil Empresário representa a Amazônia no mercado de industrias do Brasil Reviewed by Mídia Rondoniense on outubro 24, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário