Publicidade
Aftosa_WEB_468x60.gif

Morte de jovem registrada em vídeo é tratada como feminicídio pela Polícia Civil

A morte da jovem Paola Avaly Corrêa, 18 anos, que foi registrada em vídeo é tratada como feminicídio pela Polícia Civil. O corpo foi encontrado nesta quinta-feira (17), na Vila Tamanca, zona leste de Porto Alegre.

Paola estava desaparecida desde domingo (13), quando teria saído de casa para visitar o namorado no Presídio Central. Conforme a Polícia Civil, antes do encontro, foi raptada e levada até a cova onde foi executada com pelo menos dois tiros na cabeça.

Segundo a titular da 2ª Delegacia de Polícia e Proteção à Pessoa (DPHPP), Roberta Bertoldo, as investigações até o momento indicam que o crime foi motivado por questões de gênero. O namorado dela, que está preso por tráfico de drogas, seria o mandante do crime.

— Ela teria tido uma briga com esse namorado, que determinou que ela fosse executada — declarou Bertoldo.

Além dessa suposta briga, posts de Paola no Facebook sugerindo traição ao namorado podem ter motivado o crime, e até mesmo a divulgação de um vídeo.

— O fato de divulgar as imagens da execução com certeza é uma mensagem. E isso tem muito a ver com o menosprezo à condição de mulher — declarou a titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, delegada Tatiana Bastos, que assume o caso a partir de agora.

A investigação inicial aponta que quatro pessoas estiveram no local do crime. Já existe suspeita sobre a identidade de um dos envolvidos, além do namorado que está preso. Nenhum deles foi ouvido formalmente pela polícia.


Fonte: GaúchaZH

GaúchaZH teve acesso ao vídeo, mas em respeito à família e aos leitores não publica o material.



Morte de jovem registrada em vídeo é tratada como feminicídio pela Polícia Civil Morte de jovem registrada em vídeo é tratada como feminicídio pela Polícia Civil Reviewed by Mídia Rondoniense on maio 22, 2018 Rating: 5