Artista portovelhense faz residência artística em Goiás


O artista portovelhense Cláudio Zarco faz de Alto Paraíso/GO, sua casa pelos próximos dias. Intitulada Ressonâncias da Dança – Residência Artística, a experiência reúne intensivos e aulas diárias, ensaios, criação, apresentações de performances, JAMs (sessões de improvisação), atividades colaborativas, elaboração e filmagem de vídeo-dança. É a segunda vez que o artista Rondoniense participa de uma residência. Em 2015, o artista participou do Taller de Butoh em San José em Costa Rica, ministrada pelo artista Fred Herrera, o qual atuou no espetáculo “El Paraíso” resultado de tal residência.

A Residência artística Ressonâncias da Dança é um projeto sociocultural que foi premiado pelo Fundo de Arte e Cultura de Goiás, e que será realizado na cidade de Alto Paraíso de Goiás, no próximo dia 15 de abril, com atividades em estúdio de dança e ao ar livre, na natureza do Cerrado da Chapada dos Veadeiros. O espaço de imersão contempla ambiente urbano e rural, diversificando as possibilidades de criação e interação entre os artistas residentes e o público.

Das 25 vagas que foram distribuídas em todo território nacional e internacional, conforme os critérios do edital, as quais 02 vagas foram direcionadas para os residentes da região Norte, o artista Porto Velhense Cláudio Zarco fora um dos contemplados.

“Quando soube de tal oportunidade, quis participar imediatamente. É um espaço transfronteiriço e de uma magnitude que é difícil descrever. Minha expectativa com esta experiência é aprimorar os meus estudos como artista atuante na região norte, em específico na cidade de Porto Velho (RO), e ao mesmo tempo incrementar meus conhecimentos e habilidades, criando maiores possibilidades em futuros processos disseminatórios”, afirma Cláudio.

Com duração de 28 dias, o projeto será conduzido pelas dançarinas-intérpretes-criadoras Pilar Echavarria e Eva Maria Maria, o qual ressalta o envolvimento de pessoas de todas as classes sociais e níveis de experiências, visando à democratização da Dança e ao mesmo tempo um aprofundamento artístico para pessoas que não tem acesso à profissionalização.

O projeto Ressonâncias é um processo de criação coletiva de formação, criação e produção em arte. Uma proposta que vem suprir o atual contexto cultural local e regional do Brasil interior. Fomentando o desenvolvimento da arte e do artista em rede e atuante em seu contexto social a partir de uma metodologia do ensino e criação artística que integra a sensação ao movimento, autoconhecimento e expressividade, proporcionando autonomia e sensibilidade ao profissional artístico e pedagógico.

Foram num total 218 inscrições, recebidas de 18 estados, de todas as regiões do Brasil, além de 10 países. Das 25 vagas que foram distribuídas em todo território nacional e internacional, conforme os critérios do edital, as quais 02 vagas foram direcionadas para os residentes da região Norte, o artista Porto Velhense Cláudio Zarco fora um dos contemplados.

Além da qualidade da apresentação ou pertinência do que nos foi enviado –  também tivemos que considerar a diversidade cultural e socioeconômica, a localidade, o nível de experiência e o gênero. Buscando proporcionar o acesso à dança para pessoas de baixo poder aquisitivo com interesse na profissionalização em dança colocando-as em contato com profissionais em diferentes níveis de carreira. Possibilitando o encontro entre uma diversidade de pessoas, visando estimular redes já existentes, e novas, entre pessoas locais, nacionais e internacionais para a sustentabilidade e o compartilhamento entre profissionais artistas e dançarinos.
Artista portovelhense faz residência artística em Goiás Artista portovelhense faz residência artística em Goiás Reviewed by Mídia Rondoniense on abril 19, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário